Dicas de Saúde

Benefícios da vitamina D
27/11/18 - 23:38
vida-e-coracao-saudavel

É um hormônio esteroide lipossolúvel essencial para o corpo humano e sua ausência pode proporcionar uma série de complicações. Afinal, a vitamina D controla 270 genes, inclusive células do sistema cardiovascular. Atualmente tem sido o alvo das pesquisas e diversas notícias destacam os seus diversos benefícios. Alguns estudos sugerem o seu poder no controle da Pressão Arterial (PA), controle do peso e até na diminuição do risco de tumores.
Trata-se, de uma vitamina que o próprio organismo é capaz de produzir, desde que seja exposto a níveis adequados de luz solar, 10 a 15 minutos de exposição duas vezes ao dia é suficiente para manter os níveis necessários. Apesar de serem temidos, são os raios UVB em maior parte responsável pela síntese desse importante elemento. Com a exposição ao sol cada vez menor, é possível que a deficiência dessa vitamina aumente, desta forma, é importante para pessoas com limitação de exposição ao sol incluir boas fontes de Vitamina D na dieta. "A vitamina D pode ser encontrada no leite, no salmão, sardinha, óleo de fígado de peixe, cogumelo, ovos e alguns cereais que são fortificados com essa vitamina". 
Um estudo da Universidade Michigan nos EUA concluiu que a vitamina D controla a PA, pois controla do enrijecimento das artérias que é o responsável pela elevação da pressão nas mulheres. Com a falta da vitamina, o organismo feminino faz um esforço três vezes maior para manter seu equilíbrio circulatório o que gera um aumento na pressão.
Como já se sabe é essencial para a manutenção do metabolismo do cálcio, que atua no desenvolvimento ósseo contribuindo no combate à osteoporose. Os adultos com deficiência da vitamina sofrem com a osteomalácia, doença caracterizada pelo amolecimento dos ossos e deformidade. Essa vitamina ainda participa da diferenciação celular e inibe a proliferação das células. Junto com a mutação, a proliferação celular pode ocasionar doenças como o câncer.
A vitamina D também fortalece nosso sistema auto-imune e atua na secreção de insulina. Alguns estudos sugerem que a deficiência da vitamina pode levar ao prejuízo na secreção deste hormônio, o que poderia causar intolerância à glicose. A Vitamina D é produzida na pele, mas é ativada pelos rins. "Doentes com insuficiência renal necessitam de suplementos dessa vitamina".
A deficiência do nutriente também está associada à depressão. A taxa de vitamina D nas pessoas deprimidas era 14% menor que a observada nos demais idosos, segundo um estudo realizado na Unifesp, explica que a falta de vitamina D aumenta o nível do hormônio da paratiróide, chamado PTH. "Esse hormônio tem uma ligação indireta com alterações no humor e apatia, que são sintomas associados à depressão”.
Uma overdose de vitamina D é algo raro, mas que pode acontecer. A overdose só acontece com a vitamina D obtida através dos alimentos e dos suplementos, e não com a vitamina D produzida pelo próprio corpo. Uma overdose mais prolongada pode gerar sobre
tudo a calcificação excessiva dos ossos, de órgãos como o coração e os rins, e dos vasos sanguíneos. Além disso, o excesso de vitamina D pode desencadear quadros de dor de cabeça, fraqueza, sonolência e depressão. Portanto, é necessário estar atento as recomendações, tomar sol de forma preconizada e regularmente, manter uma dieta balanceada, ainda são as melhores maneiras de ter uma vida mais saudável.


Fonte: Minhavida.com.br - Saudeumcomo.com.br


Agende a sua consulta conosco, clique aqui.

Por: minhavida.com.br - saudeumcomo.com.br